Quiche de Escarola e Tomatinhos

Eu tirei só uma foto deste prato porque não tinha intenção de publicar a receita, mas tanta gente me pediu no instagram e no face que resolvi colocar aqui no blog. A receita é facílima e a base é a massa do quiche da Rita Lobo, do livro Panelinha.

Esta quiche faz parte do meu cardápio semanal, eu uso a mesma massa e vou trocando o recheio, às vezes espinafre (fica maravilhoso!), legumes variados, só de queijo, enfim, sempre fica muito bom. Como eu quase não como mais carne e mantenho a reeducação alimentar que me ajudou a perder 16 quilos, decidi postar com regularidade algumas das minhas refeições no instagram, se você quiser acompanhar, me segue.

27541003_1618627824891781_7611105403081864216_n.jpg

Chega de papo e vamos à receita:

Massa:

Ingredientes:

  • 2 xícaras (chá) de farinha de trigo
  • 150 g de manteiga gelada
  • 5 colheres (sopa) de água gelada
  • 1 colher (chá) de sal

Preparo:

Você vai precisar de uma fôrma de quiche ou de fundo removível de cerca de 20 cm de diâmetro e de preferência antiaderente. (eu usei um refratário mesmo porque não tinha intenção de desenformá-la).
Corte a manteiga em cubinhos e coloque numa tigela com a farinha e o sal. Misture com as mãos, rapidamente, sem desmanchar a manteiga. Acrescente as 5 colheres (sopa) de água para a tigela e misture apenas até conseguir formar uma bola (eu uso o processador – fica pronta em um minuto sem sujeira nenhuma).
Embrulhe a bola de massa em filme e/ou coloque num saco plástico e leve à geladeira de 2 a 24 horas.
Abra a massa com um rolo e coloque-a na assadeira untada com óleo e farinha de trigo.

Recheio:

Ingredientes:

  • 1 maço grande de escarola lavada e picada
  • alho e cebola a gosto
  • 1 colher (sopa) de azeite
  • sal a gosto
  • 1/2 copo de requeijão (eu uso o light)
  • 1 caixinha de creme de leite
  • 1 ovo
  • tomatinhos cereja ou grape para decorar

Preparo:

Refogue a escarola no azeite com alho, cebola e sal. Reserve. Em uma vasilha misture o requeijão, o creme de leite e o ovo bem batido.
Coloque a escarola sobre a massa que já está na assadeira e sobre ela despeje a mistura de requeijão. Coloque os tomatinhos por cima para decorar e leve ao forno a 180 graus por cerca de 35 minutos ou até dourar levemente.
Fica deliciosa! Varie os recheios e aproveite.

Imagens: Claudia Medeiros

O blog Se Fosse na Minha Casa está no Facebook, no Twitter, Instagram e no Pinterest – coisas lindas todos os dias

 

Anúncios

Ultra Violet, a cor de 2018 – como usar

Todo fim de ano a Pantone anuncia a cor que dará o tom à decoração e à moda no ano seguinte e quase sempre acerta. Este ano a cor escolhida é o Ultra Violet, um tom lindo de roxo.

Sem título.png

Assim que a cor foi anunciada, muita gente já começou a se perguntar se ela vai fazer sucesso na decoração. Temos que entender que o brasileiro é um tanto o quanto resistente a novidades e acaba com frequência optando pelos tons neutros, mas para ter a cor do momento em sua casa, você não precisa sair pintando todas as paredes, pode optar por misturas interessantes, por usá-la em acessórios e objetos, enfim, é uma cor mais difícil mas não impossível de ser usada.

Ao anunciar a cor, a Pantone explicou: “Complexo e contemplativo, Ultra Violet comunica originalidade, engenhosidade e pensamento visionário que nos indica o futuro. Sugere os mistérios do cosmos, a intriga do que está por vir e as descobertas para além de onde estamos agora. O vasto e ilimitado céu noturno simboliza o que é possível e continua a inspirar o desejo de perseguir um mundo além do nosso.”

Algumas dicas para o uso da Ultra Violet:

1 – A cor pode ser usada em qualquer ambiente, na área externa ou em salas, quartos e cozinha. Só tenha cuidado para não deixar pesar, já que é uma cor forte. Escolher uma única parede para receber a cor pode ser uma alternativa interessante. Se optar por pintar uma parede com o Ultra Violet você pode combiná-la com outras paredes em tons de cinza claro, amarelo, azul turquesa, mas não deve ser usado com branco que vai tornar a cor ainda mais evidente dentro do ambiente.

1.png

2 – Se o espaço é pequeno deixe o roxo para os detalhes, como um item na cerâmica, na marcenaria ou objetos de decoração. Já em espaços maiores, pode estar em uma parede, em um sofá, em um móvel e até como portas de armários.

3 – O Ultra Violet combina bem com várias cores, mas é preciso respeitar o ambiente para conseguir uma mistura bacana – em um quarto feminino, pode ser combinado com o rosa; na sala, com cinza ou bege; na cozinha, com aço inox; e na área externa, com turquesa ou laranja.

4 – Evite usar o tom de roxo com as cores escuras. Não misture com o preto, por exemplo, pois pode criar uma atmosfera depressiva nos ambientes.

5 – Vale usar a cor em objetos como almofadas e vasos. Ou em detalhes nos tapetes e em jogos americanos – na decoração, vai muito bem e se você enjoar, é só trocar!

6 –  No quarto infantil, o roxo, num tom mais claro, também pode ser usado. Vai conferir uma atmosfera acolhedora e relaxante ao ambiente.

Combinações interessantes

Combine o Ultra Violet com o amarelo – esta mistura deixa a cor mais alegre e iluminada.

2.png

Ultra Violet com o azul – combinação perfeita para espaços pequenos e discretos. Utilizar um azul mais claro vai ajudar na preservação do contraste entre as duas cores e destacar o roxo.

Ultra Violet com o laranja – esta mistura de cores quentes e frias favorece o destaque de alguns elementos da decoração. O laranja é resultado da mistura de duas cores que combinam com o roxo, o amarelo e o vermelho, fica muito bom!

3.png

Misture o roxo com o verde, que resulta em ambientes calmos, refrescantes, com propriedades relaxantes, combinação perfeita para salas íntimas, banheiros e quartos.

Imagens: Casa Vogue, Casa de Valentina, Minha Casa, Quartos.net

 

Molhos de salada para ter na geladeira e facilitar a vida

Aqui em casa comemos muita salada, eu adoro e para ficar prático, deixo as folha lavadinhas na geladeira em potes forrados com papel toalha para durarem bastante – aqui duram duas semanas.

Mas nem só de folhas se faz uma salada, gosto de misturar um pouco de tudo: tomates, legumes, maçãs, manga, palmito, queijos, castanhas e de ter sempre um molhinho gostoso para temperar, mas evito comprar molhos prontos, pois têm muito sal e conservantes, então eu mesma faço os daqui de casa e guardo em potes de vidro, de conserva, na geladeira, onde alguns podem ficar por duas semanas.

IMG_3122.JPG

Meus preferidos:

Mel e Mostarda

1/2 xícara de mostarda Dijon (se for com grãozinhos melhor ainda)

1/4 de xícara de mel

1/4 de xícara de vinagre de maçã

1/4 de xícara de shoyo light

Misture bem e guarde em pote bem fechado na geladeira. Eu não coloco sal, mas se você achar necessário, coloque a gosto.

 

Molho de Iogurte e Hortelã

1 pote de iogurte natural desnatado.

1 colher de sopa de folhas de hortelã

1 colher de sobremesa de azeite.

1 colher de sopa de suco de limão.

pimenta do reino moída (à gosto)

sal a gosto

Misture muito bem todos os ingredientes – dura 3 dias na geladeira em pote de vidro fechado

23658800_1535649203189644_4813824614450346831_n

 

Limão e Alho

Caldo de dois limões

3 colheres (sopa) de azeite

1 dente de alho ou 2 colheres de sopa de alho picado

sal e pimenta-do-reino a gosto

Misture tudo muito bem, coloque em um pote de vidro e guarde bem fechado na geladeira por até 3 dias.

 

Molho Italiano

1/2 de xícara (chá) de azeite

2 colheres de sopa de vinagre de maçã

1/2 colher (sopa) de alho picado

1/2 de colher de sobremesa de pimenta calabresa seca

1/2 colher sobremesa de orégano seco

sal a gosto
Misture muito bem todos os ingredientes – dura 15 dias na geladeira em pote de vidro fechado

 

Imagens: Claudia Medeiros

O blog Se Fosse na Minha Casa está no Facebook, no Twitter, Instagram e no Pinterest – coisas lindas todos os dias

 

 

Se organize na cozinha para comer bem

Desde que entrei no processo de reeducação alimentar, venho tentando manter uma alimentação mais saudável, com frutas, verduras, legumes, grãos. Mas, assim como a maioria das leitoras deste blog, tenho muitos problemas com a falta de tempo.

Trabalho como autônoma e por isso nunca tenho horário fixo, trabalhando inclusive à noite, crio meus dois filhos sozinha, não tenho ajudante e todas as coisas da casa são feitas por mim, por isso a alimentação tem que ser bem pensada para que não se torne algo improvisado, pouco saudável e muito calórico.

O que faço?

Escolho um dia, reservo 3 ou 4 horas e cozinho para a semana toda. Geralmente faço isso nas manhãs de domingo, mas pode ser qualquer dia que você achar mais fácil. O ideal é planejar o cardápio com antecedência para que você tenha todos os ingredientes à mão.

No último domingo, cozinhei por 3 horas para a semana toda, o legal é que você faz sujeira de uma vez só, junta um monte de louças uma vez só, nos outros dias é só tirar o potinho da geladeira, esquentar a comida e comer! Ou seja, mais prático, impossível!

Vamos ver o que eu fiz?

  • Lavei e piquei cheiro-verde e folhas de alface, coloquei as folhas secas em um pote plástico com papel-toalha no fundo para absorver a umidade e fazer as folhas durarem mais;
  • Molho de Salada – deixo pronto em potes de vidro (reaproveitados de conservas), duram uma semana na geladeira e é só jogar sobre as folhas que já estão lavadinhas na geladeira;

Na foto, Molho de Mel e Mostarda, nosso preferido e o Molho Pesto

23658800_1535649203189644_4813824614450346831_n.jpg

 

  • Salada de Macarrão com Atum, Ervilha, Molho e Queijo – dura uma semana na geladeira – truque: antes de consumir, jogue um pouco de azeite sobre a salada, fica mais gostoso;

23518860_1535649026522995_498634070995409196_n.jpg

  • Salada de Grão de Bico e Seleta de Legumes – compro os dois congelados – mais fácil, impossível;

23517749_1535649086522989_5904176824194300906_n.jpg

  • Vagens no azeite e alho – só dar uma esquentadinha e comer;
  • Carne Moída cozida – filho adora ela sequinha assim, sem mais nada;

23517874_1535649153189649_5883039798782545089_n.jpg

  • Bolinhos de Carne Moída e Batata – fritos na airfryer, ficam sequinhos e super gostosos – pro filho também;

23559900_1535648989856332_3195240664253869368_n.jpg

  • Molho Pesto – mesmo esquema dos molhos de salada, deixo no pote de vidro fechadinho, basta cozinhar a massa, jogar por cima e servir.

Na foto, o fusili já com o pesto e pedacinhos de gorgonzola

23519004_1535648903189674_7583781240862462547_n.jpg

Dicas:

  • defina um cardápio semanal e veja se tem tudo o que precisa e providencie o que falta;
  • tente consumir tudo o que já tem em casa para que não estrague ou se perca;
  • aproveite promoções e produtos da estação;
  • dê preferência a receitas assadas ou cozidas – frituras não ficam gostosas se forem guardadas;
  • tortas ficam ótimas congeladas;
  • carnes de panela ou assadas também podem ser feitas com antecedência, sem problemas;
  • a batata não fica bem em pratos preparados com atencedência, evite-a;
  • cozinhe feijão, soja, grão de bico em grandes quantidades e congele.

 

 

Imagens: Claudia Medeiros

O blog Se Fosse na Minha Casa está no Facebook, no Twitter, Instagram e no Pinterest – coisas lindas todos os dias

Roxo, a cor do Príncipe

Há alguns meses a Pantone resolveu homenagear o cantor e músico Prince, falecido no ano passado, usando uma de suas principais referências, a música Purple Rain e a cor púrpura. Desde então,  o cantor possui oficialmente a sua própria tonalidade de roxo, intitulado Love Symbol #2, em referência ao símbolo que Prince usava como nome.

prince-pantone-color-instintute-love-symbol-2-920x598.jpgPantone-inspired-by-Prince

Eu amo Prince, achei a homenagem linda e também amo roxo e já pensei em ter esta cor na sala do meu apartamento, mas depois mudei de ideia e optei por cores bem mais claras, mas não acho impossível ter um ambiente decorado com roxo. É uma cor mais difícil, mas que fica incrível se bem usada.

O efeito da cor roxa – remete à nobreza e poder. Significa espiritualidade e intuição, portanto, é uma cor que simboliza o mundo metafísico. É a cor da alquimia e da magia.

Vamos ver algumas dicas de como usar:

1 – A cor pode ser usada em qualquer ambiente, na área externa e em ambientes internos como salas, quartos e cozinha. Só tenha cuidado para não deixar pesar, já que é uma cor forte.

imagem-266.jpg

2 – Se o espaço é pequeno deixe o roxo para os detalhes, como um item na cerâmica, na marcenaria ou objetos de decoração. Já em espaços maiores, pode estar em uma parede, em um sofá, em um móvel e até como portas de armários.

top10-quartos-roxos_09.jpg

3 – O roxo combina vai bem com várias cores, mas é preciso respeitar o ambiente para conseguir uma mistura bacana – em um quarto feminino, pode ser combinado com o rosa; na sala, com cinza ou bege; na cozinha, com aço inox; e na área externa, com turquesa ou laranja.

sala-roxa.jpg

4 – Evite usar o roxo com as cores escuras. Não misture com o preto, por exemplo, pois pode criar uma atmosfera depressiva nos ambientes.

5 – Vale utilizar em objetos como almofadas e vasos. Ou em detalhes nos tapetes e em jogos americanos – na decor, vai muito bem e se você enjoar, é só trocar!

bright_living_room1.jpg

6 –  No quarto infantil, o roxo, num tom mais claro, também pode ser usado. Vai conferir uma atmosfera acolhedora e relaxante ao ambiente.

Combinações interessantes

Combine o roxo com o amarelo – esta combinação deixa o roxo mais alegre e iluminado.
Tons-de-amarelo

Roxo com o azul – combinação perfeita para espaços pequenos e discretos. Utilizar um azul mais claro vai ajudar na preservação do contraste entre as duas cores e destacar o roxo.

top10-quartos-roxos_13.jpg

 

Roxo com o laranja – esta mistura de cores quentes e frias e favorece o destaque de alguns elementos da decoração. O laranja é resultado da mistura de duas cores que combinam com o roxo, o amarelo e o vermelho, fica muito bom!

33ed6dfa3834d5dc28f7ac683d75cd24--room-decor-mariana.jpg

Misture o roxo com o verde, que resulta em um ambientes calmos, refrescantes, com propriedades relaxantes, combinação perfeita para salas íntimas, banheiros e quartos.

decoracao-quarto-bebe-gemeos-verde

Imagens: Casa Vogue, Casa de Valentina, Minha Casa, Quartos.net

O blog Se Fosse na Minha Casa está no Facebook, no Twitter, Instagram e no Pinterest – coisas lindas todos os dias

 

Mostra + Sustentável 2017

Mostras de decoração são ótimas oportunidades de conhecermos as principais tendências em arquitetura e design e eu faço questão de visitá-las sempre. Desta vez, o blog foi convidado para visitar uma mostra diferente e com um propósito e temáticas lindos, a Mostra + Sustentável 2017.

Nesta mostra, o objetivo foi mostrar que é possível construir e reformar se apoiando na sustentabilidade.  O projeto sem fins lucrativos tem caráter colaborativo e em sua primeira edição, promoverá a reforma e readequação de um dos mais antigos pavilhões do Lar dos Velhinhos de Campinas. Após a mostra, as alterações serão mantidas e o espaço abrigará os diferentes setores administrativos da instituição.

A propriedade do Lar dos Velhinhos tem no total 72 mil metros quadrados e data de 1904. São nove pavilhões, quatro deles destinados à moradia dos idosos. Atualmente, a entidade acolhe e hospeda aproximadamente 80 idosos desfavorecidos, de ambos os sexos. O espaço total a ser reestruturado pela Mostra envolve 2.950 metros quadrados – 850 metros quadrados de edificação, 1.500m² de paisagismo e mais 600m² de rua.

A Mostra+Sustentável ficará aberta ao público entre os dias 7 de setembro e 12 de outubro.

Local: Rua Irmã Maria Santa Paula Terrier, 300, Vila Proost de Souza, Campinas – SP
Horários: quintas e sextas-feiras, das 14h às 22h, sábados, domingos e feriados, das 12h às 20h – Ingresso: R$ 16,00

Estive lá a convite da organização e destaquei os ambientes que achei mais interessantes:

Ambiente de Ama Schwartzmann

IMG_2660.JPG

 

Ambiente de Marcela Mendes

IMG_2661.JPG

 

Ambiente de Desiree Garcia e Erlon Tessari

IMG_2664.JPG

 

Ambiente de Isabelle Lattaro

IMG_2681.JPG

 

Ambiente de Felipe Karam, Selma Milaré Rubim, Ana Maria Coelho

IMG_2682.JPG

Ambiente de Daniel Gouvêa e Flávia Gouvêa

IMG_2683.JPG

 

Ambiente de Bruna França e Fernanda Danelli

IMG_2684.JPG

 

Ambiente de Álida Weidman e Erica Gonçalves

IMG_2678.JPG

Imagens: Claudia Medeiros

O blog Se Fosse na Minha Casa está no Facebook, no Twitter, Instagram e no Pinterest – coisas lindas todos os dias

 

Viagem: Minhas dicas em Montevidéu – Uruguay

No início do ano, estive em Montevidéu, capital do Uruguai. Na verdade, fui passar o reveillon nesta cidade antiguinha, onde o tempo parou.

Ficamos hospedados no Ibis, bem em frente à praia de Mar del Plata, a rambla é bastante extensa e se você seguir pelo lado direito do hotel vai sair no porto e também na Ciudad Vieja, a parte mais antiga e charmosa da cidade.

Montevidéu é uma cidade tranquila, segura (saímos para andar à noite sem medo algum), limpa e barata. Comer em Montevidéu é uma agradável surpresa – as porções são generosas (o que eles apresentam como porção individual dá muito bem para duas pessoas comerem muito bem). Para um jantar com vinho local para três pessoas, gastávamos em média, 70 reais em janeiro deste ano, o que eu considero uma pechincha em relação ao Brasil. Um dos restaurantes que mais gostamos e que ficava muito próximo ao hotel foi o “La Cucina de Pedro”, pequeno, aconchegante e com ótima comida e atendimento.

Pratos deliciosos, baratos e em porções generosas

22090139_1493424134078818_2137168736841202856_n.jpg

22195703_1493423270745571_5498394078918779893_n.jpg

Pizza “individual”

22195632_1493415630746335_9190205647727219775_n

O “pingado” de lá, num copo de 300ml

22050092_1493423857412179_2770192153272212036_n

O cafezinho no Cafe Copacabana, acompanha suco de laranja, chantily e um Bis, achei um mimo!

Para nos deslocarmos usamos uber, mas nas distâncias menores optamos por ir a pé – eu adoro andar por cidades em que não conheço e assim ir me perdendo e me achando em ruazinhas, praças, igrejas e outras construções charmosas e nisso Montevidéu é perfeita. A cidade segue a linha de arquitetura européia de muitas cidades da América Latina, boa parte das construções são das décadas de 1940 e 1950 e apesar de muitas estarem abandonadas e degradadas, ainda é uma delícia andar pelas ruelas e becos e ir descobrindo detalhes e recantos escondidos.

Lojinhas fofas querendo ser européias e flores, frutas e verduras expostas nas ruas

22154669_1493415347413030_86966354248304487_n

22089025_1493415480746350_416491389620285109_n

22046894_1493414880746410_3300973454928828244_n.jpg

22141072_1493415234079708_3940151299265775292_n.jpg

22141270_1493415287413036_6205519596358218606_n.jpg22089736_1493421460745752_2388542985114752991_n.jpg

Como a cidade é pequena, você não precisa de mais de quatro dias para conhecer praticamente tudo o que é interessante.

Eu recomendo:

Mercado del Puerto – um mercadão no estilo do de São Paulo, mas onde praticamente não há lojas, só restaurantes e como um país com tradição em pecuária, o que não falta por ali são as carnes, de todos os tipos e cortes, mas se você for vegetariano, como minha filha, pode optar pelas massas. Os restaurantes italianos estão por toda parte.

22050363_1493421747412390_6882508177421260013_n.jpg22046947_1493422140745684_1218364134460185805_n.jpg

Rambla – se você se lembra das aulas de geografia, sabe que o Rio da Plata é o principal do Uruguai e é também a praia dos uruguaios, são quilômetros e quilômetros de praias de água doce, sem ondas, super indicadas para crianças, mas se quiser praia de água salgada, existe sim, mas em uma extensão muito menor.

22141292_1493421644079067_1173629606216856539_n.jpg

22050250_1493423400745558_1447329283711024855_n.jpg

22195288_1493422100745688_5211864470083541649_n22154229_1493419877412577_2885608738089348502_n22141034_1493422844078947_2727012335604112002_n.jpg

Ciudad Vieja – existe um antigo portal que separa a parte moderna e a parte antiga ou “vieja” de Montevideu. A parte moderna é bacana, mas muito parecida com outras cidades, como São Paulo, por exemplo, mas a Ciudad Vieja é muito interessante. Cheia de construções das décadas de 1940 e 1950, bares, cafés, restaurantes familiares, uma graça! Eu nunca fui a Havana, mas imagino que seja muito parecido. Vale bater perna por lá por horas e horas!

22221942_1493420430745855_6357330834558239947_n.jpg

Teatro Solis, logo na entrada Ciuda Vieja, belíssimo!

22008421_1493414767413088_5431357857947853142_n22089061_1493420250745873_5336657930611558228_n22154237_1493420354079196_4247080900685186143_n.jpg

22141106_1493415397413025_4242744378045270799_n.jpg

22090113_1493421174079114_6077535171104759179_n.jpg

22049868_1493422720745626_6014442609209030399_n.jpg22046932_1493422617412303_365573451990309795_n.jpg

Shopping Punta Carretas – tem uma história super interessante, ele foi uma prisão política durante a ditadura uruguaia, onde ficou preso por vários anos o ex-presidente Jose Mujica, que conseguiu escapar em uma fuga cinematográfica pelas portas principais da prisão. Hoje abriga lojas locais e algumas das principais grifes internacionais.

22228398_1493415444079687_4806548697320918105_n.jpg

Punta Ballena – uma pequena península que fica a cerca de duas horas de Montevidéu. O principal ponto turístico é a Casa Pueblo, imperdível para quem ama arquitetura, segue uma linha mediterrânea e foi construída pelo arquiteto e artista plástico Carlos Páez Villaró. No local funciona um museu, mas no dia em que estivemos lá estava fechado, mesmo assim, vale muito a pena conhecê-la. A casa foi sendo construída desde 1958, sem nenhum planejamento prévio, aos poucos e ao gosto do proprietário, com o auxílio dos moradores locais. Na casa também funciona um restaurante e um hotel. Eu adorei!

22089113_1493416197412945_1439975646365021892_n.jpg

22050078_1493420090745889_9220294509045759405_n22090017_1493415950746303_8135118855924645473_n22089947_1493416094079622_1324968893364516289_n.jpg

Punta del Este – balneário super badalado, famoso e procurado por turistas, não me agradou, achei muito parecido com Ubatuba, cheio de lojinhas, surfistas e muito trânsito, é um lugar bonito, mas não tem nada de mais. Partindp de Montevidéu, existem vários passeios para “Punta”, passando por Punta Ballena, acho importante conhecer, mas a mim não causou nenhuma emoção.

Além disso, o passeio que contratamos foi muito chato, perdeu um tempo enorme passando pelos bairros ricos dos arredores, mostrando as casas dos milionários, campos de golfe etc. Claro que tem quem goste, muita gente no ônibus, corria para lá e para cá para tirar fotos, mas não consegui ver nenhum interesse nisso. Se não faz seu tipo, quando for contratar o passeio, veja se faz este tour pela parte rica e dispense, é chato de doer! Outra coisa, não se empolgue achando que vai tirar uma linda foto na famosa escultura da mão enterrada na areia da praia. O local está sempre lotado e é impossível tirar uma foto exclusiva!

22089679_1493415807412984_5066293533266787847_n.jpg

22089925_1493415757412989_1388453853541740216_n.jpg

 

Reveillon em Montevideu é na rua e durante o dia

Como passamos o reveillon lá, participamos da festa tradicional do local. Lá praticamente não tem queima de fogos à meia-noite, um ou outro hotel faz isso, mas de forma muitíssimo discreta. A festa principal acontece durante o dia. Ela começa às 12h do dia 31 de dezembro, nos arredores do Mercado del Puerto, no centro da Ciudad Vieja. Os moradores ficam no alto dos prédios, ou nas janelas, jogando baldes de água em quem passa, por isso, vá de shorts e camiseta ou outra roupa bem simples e que seque rápido. Também é comum jogarem sidra em quem pensa. Eu e meu filhos levamos um super banho de sidra, mas não é aquela sidra de garrafa de vidro igual ao do Brasil. Lá, ela é vendida em garrafas pet de 2 litros e custa muitíssimo barato, já que praticamente ninguém bebe, só serve para jogar uns nos outros mesmo.

Falando assim pode parecer estranho, mas é muito divertido e com as temperaturas altíssimas que faz nesta época do ano, muita gente pede para levar o banho, só é ruim ficar melada de sidra barata, mas aí você procura um banheiro e se limpa ou toma um banho de balde de água na rua mesmo.

22089613_1493421977412367_398988256694056128_n.jpg

22154533_1493421880745710_7295160078167677031_n.jpg

Por volta das 14 na Praça Central tem início um batuque digno do carnaval brasileiro, onde todo mundo cai no “samba” e logo depois começa a chuva de papel picado pelas ruas próximas. Os bares e restaurantes no entorno ficam lotados, mas como são muitos, você provavelmente vai encontrar uma mesa e poder comer e beber como nós fizemos. É uma festa divertidíssima e se você não for do tipo que fica mal humorado com as brincadeira,s não pode perder!

Dica – compre chocolates, doce de leite e vinhos nos supermercados, são muito baratos. Pesquise sobre os vinhos uruguaios e procure-os nos supermercados, compramos vinhos muito bons por valores entre 7 e 11 reais (!!!)

Importante: O Uruguai é um país muito mais liberal que o Brasil atual. As leis lá são muito mais flexíveis e você vai gente fumando maconha na rua e lojinhas que a vendem. Isso é garantido por lei e não tem nada a ver com você, é um direito de quem vive lá. Se isso te incomoda, fique na sua, você está viajando por um país bonito e interessante, que é diferente do seu. Simples assim!

22050079_1493415104079721_776809820929520045_n.jpg

Imagens: Claudia Medeiros e Luiza Medeiros

 

O blog Se Fosse na Minha Casa está no Facebook, no Twitter, Instagram e no Pinterest – coisas lindas todos os dias