Móvel de Segunda: Cadeira Red Blue

Mas que uma cadeira, a Red and Blue pode ser considerada uma obra de arte e ainda faz alusão ao colorido de Piet Mondrian. Você teria na sua casa? Sinceramente, nunca me sentei em uma e não sei se é confortável ou não, mas tenho certeza de que roubará a cena onde for colocada.

E, se hoje o colorido chama atenção, é importante saber que ela nasceu preta. Seu criador, o holandês Gerrit Rietveld (1888-1964), após ser treinado pelo  pai, abre sua própria marcenaria em 1917, buscando liberdade criativa e logo de cara, já cria a cadeira rigorosamente geométrica, composta por duas placas de compensado e algumas ripas de madeira escurecida. O objetivo era a produção industrial, mas se adequava perfeitamente ao vocabulário formal do De Stijl – movimento artístico surgido na Holanda em 1917, que pregava o abstracionismo geométrico.

Influenciado por essas ideias e com a convicção de que a cor deveria seguir a forma e enfatizá-la, por volta de 1923, Rietveld define sua aparência final: estruturas pretas, planos de corte amarelos, assento azul e encosto vermelho.

Você usaria?

moc

cv334_estilo_icone_03 32cdfd2093a2696c65d5e7d6f7661579 28020.124863

Fotos: Cassina

Anúncios

Um pensamento sobre “Móvel de Segunda: Cadeira Red Blue

  1. Pingback: Móvel de Segunda: Mesa Ellen Gray | se fosse na minha casa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s