Mostra resgata obras do artista campineiro Thomaz Perina

11781704_880648995356338_4849218786601563207_n

Desde o dia 25 de agosto está aberta a mostra Arte & Stilo, que reúne obras do artista plástico campineiro Thomaz Perina (1920- 2009), na loja Stilo Decor (avenida Washington Luis, 402). A mostra reúne nove croquis de ambientes assinados por Perina, que também atuava na área de decoração e arquitetura, em uma época onde não se usava a tecnologia, mas sim lápis, pincel e papel. Na década de 1970, Thomaz Perina desenvolveu uma intensa atividade como decorador, cenógrafo e designer. Desenhou várias peças para Carnaval e decorou muitos ambientes comerciais, industriais e residenciais. Em 1974, decorou o interior do Teatro Castro Mendes e concebeu cenários e figurinos para a ópera “O Guarani”, de Carlos Gomes, que inaugurou o novo espaço cultural da cidade.

11880488_880649122022992_4748749804154928371_n

Em 1975, Perina recebeu do então prefeito de Campinas, Lauro Péricles Gonçalves, a missão de “criar uma intervenção de impacto” para o design do interior do Teatro do Centro de Convivência Cultural. O artista criou uma textura única, rendilhada e translúcida, através da qual a luz ampliava um espaço escultural por todo o ambiente. Então já sabe, quando visitar o Centro de Convivência a partir de agora preste muita atenção nestes detalhes.

Estão expostos 15 trabalhos em técnica mista que fazem parte do acervo do nstituto Thomaz Perina (ITP), de Campinas, responsável pela curadoria da mostra. Além dos projetos de decoração, a exposição apresenta estudos e paisagens produzidos durante as décadas de 1970 e 1980 pelo artista, um importante expoente da história das artes visuais do Estado de São Paulo, não somente pelas premiações que recebeu, mas, sobretudo pela pesquisa a que se dedicou e por sua singular contribuição a toda uma geração de artistas.

11892152_880649412022963_3690639783046892869_n

11895957_880649318689639_639024806695363360_n11895991_880649232022981_7669260202739446534_n

Nascido e criado na Vila Industrial, Perina se identificava totalmente com as pessoas comuns, operários e ferroviários que circulavam pela região. O artista criou um laço com estas pessoas ao desenhar na rua com carvão e conta como era essa relação: “Eu via os operários da Mogiana, que saíam às 4h30, primeiro passavam na minha rua porque sabiam que estaria toda desenhada com carvão – de cozinha, carvão do fogão. Aí, então, quando dava 4 horas eu ia lá na rua desenhar por que achava que tinha um compromisso, por que vinha gente ver”, contou o artista, em depoimento para o documentário “Eu quero o mínimo para falar”, dirigido por Camilo Cassoli com pesquisa da historiadora Sonia Fardin.

Mostra “Arte & Stilo” com obras de Thomaz Perina

Local: Stilo Decor. Av. Washington Luis, 402, Bairro Ponte Preta – Campinas – (19) 3213-0398 e 3395-6828

Data: de 26 de agosto a 26 de setembro

Horário: segunda a sexta-feira, das 14h às 17h e sábado, das 10h às 13h

Entrada: gratuita

11924742_880649172022987_6607323203953137009_n11951748_880649082022996_1560961705892255231_n11953281_880649432022961_2735935343307023873_n

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s